28 de abril de 2009

Gideões ao Vivo

Semana de Benção em Santa Catarina
http://www.gideoes.com/index.php?ver=tv_gideoes
Eu estou ligado.




Replica da Arca de Noé




"Roubei" do Blog da Ana Paula. Olá pessoal, segue matéria.
http://www.diantedotrono.com.br/blogdaana/index.htm

Confiram que iniciativa tremenda para influenciar a nova geracão!

Homem constrói réplica de trabalho Noah’s Ark ( Arca de Noé - Com a exata dimensão dada na Bíblia).

A porta central maciça no lado da arca de Noé foi inaugurada em meio a multidão de curiosos townsfolk - ” eis a maravilha” . Claro, é apenas uma réplica da arca bíblica, construído pelos holandeses criacionista, Johan Huibers, como um testemunho de sua fé na verdade literal da Bíblia.


A Arca é de 150 cubits longo de 30 cubits alta e 20 cubits largura. Ou seja, dois terços do comprimento de um campo de futebol e tão alta como uma casa de 3 andares. Modelos de girafas, elefantes, leões, crocodilos, zebras, bisontes e outros animais cumprimentam visitantes à medida que eles s chegam nas principais área de espera da Arca .

Um empreiteiro pelo comércio, Huibers construiu a arca de cedro e pinho exatamente do mesmo material utilizado por Noé. Huibers fez o trabalho com suas próprias mãos, utilizando ferramentas modernas e com a ajuda ocasional de seu filho, Roy. A construção começou em maio de 2005.

Visitantes no primeiro dia ficaram atordoados. «O passado da compreensão”, afirmou Mary Louise Starosciak, que passeava de bicicleta com seu marido ao lado da Arca.

“Eu conhecia a história de Noé, mas eu não tinha idéia de como o barco teria sido tão grande, existe espaço suficiente próximo da quilha para umas 50 pessoas, tem cinema, teatro onde as crianças podem assistir a um vídeo que conta a história de Noé e sua arca . Huibers, um homem cristão, disse que espera que o projeto renove o interesse no cristianismo na Holanda, onde a igreja caiu drasticamente nos últimos 50 anos.

Agora que estou velho e de cabelos brancos… dá-me tempo para dizer a Esta nova geração (e seus filhos também) sobre todos os seus poderosos milagres. Salmos 71:18 .

18 de abril de 2009

Esta semana começa !

Esta semana começa os gideões. http://www.gideoes.com.br/

VASOS - Símbolos Cristãos


Meu trabalho me deixou alguns dias sem poder estar aqui no Blog, mas não esqueci de falar dos símbolos cristãos. Símbolos estes que nos ajudam a compreender a natureza das coisas de Deus. Ainda tenho o desejo no coração de falar sobre o tabernáculo e sobre as portas de Neemias aqui no blog, mas vou primeiro esgotar os símbolos cristãos.

Hoje quero falar sobre VASOS. Um vaso se pararmos para pensar tem várias finalidades, seja como recepiente para guardar algo de valor, seja para enfeite, seja para especiarias, etc.
Na bíblia lemos sobre vasos, e encontramos vários tipos de vasos. Sempre falando em vasos, remetemos ao ser humano. Vasos falam de nós. Somos vasos, vasos é na maioria das vezes símbolo de pessoas. Os vasos contém elementos que também são símbolos. No nosso último post falei sobre o azeite e no próximo vou falar dos outros elementos contidos nos vasos.

Somos vasos de honra..
Somos vasos de azeite...
Somos vasos de barro...
Vamos ver os tipos de vasos e no próximo post continuamos a estudar estes símbolos.

Os vasos estão por toda a bíblia:

Ex 16.33, um vaso de material indefinido, cheio de maná, simbolizando o memorial da saída do povo de Deus do cativeiro no Egito. O memorial da libertação está circundo em todo o antigo testamento. O maná, no entanto, simboliza a provisão de Deus. Levando em conta que o vaso deveria estar cheio desse maná, com uma medida exata (um gômer cheio, que é a décima parte de um efa, mais ou menos um quilo e meio de maná), devemos nos relembrar que Deus ordenou ao povo no deserto que fossem medidos, colhendo apenas o suficiente para a alimentação diária, salvo no sexto dia, quando deveriam colher a porção do dia do descanso (Ex 16.4-5). O vaso com maná representa a provisão da conquista diária vinda da parte de Deus, relembrada por Jesus na oração do Pai Nosso (o pão nosso de cada dia, nos dá hoje – Mt 6.11)

Sl 31.12, onde o salmista compara-se aos cacos de um vaso. Algo que já foi útil, mas perdeu toda sua serventia por conta das ameaças de seus positores. Aqui, o vaso trata-se do próprio salmista, que lamenta a desventura de sua depressão frente às chacotas dos inimigos. Sente-se inútil, embora saiba que, um dia, foi valoroso. O estado de espírito do salmista aqui equipara-se aos cacos citados, de forma que o mesmo expressa até seu desgosto pela vida (em tuas mãos entrego meu espírito – v. 5).

Pv 26.23, um vaso de barro coberto de escórias de prata. Coisas imprestáveis (escórias), porém desejáveis (são de prata). Um vaso recheado de pecado: imprestável e inadequado, mas tentador. Fala o versículo a respeito de sentimentos. Cita em seu final que o tal vaso de escórias de prata reflete 'lábios amorosos e coração maligno'. Uma vez que a bíblia mesmo diz que os lábios só proferem acerca do conteúdo do coração (Lc 6.45), é necessário que compreendamos de que 'amor' fala Salomão neste provérbio. Impossível que um coração maligno expresse amor verdadeiro. Cabe aqui, então, uma compreensão contextual de que quis expressar o autor dos Provérbios. Leiamos então os versículos seguintes, que prosseguem com a idéia de fala mansa expressando anseios de um coração falsário: cita o v. 24 que há dissimulação e aborrecimento nos lábios daquele que encobre engano (mentira) em seu coração; cita o v. 25 que não é digno de confiança aquele que fala suavemente (expressando falso amor), porque o coração deste está recheado de abominações (as mesmas escórias do v. 23). Por fim, o v. 26 revela tal mistério: o ódio é encoberto com engano (ódio disfarçado = falso amor). Logo, o amor do v. 23 é falso, ou ainda, é ódio disfarçado. Assim sendo, o tal vaso de escórias de prata expresso no versículo chave de nossa especulação simboliza um coração falsário, com aparentes 'boas intenções' (a prata), recheado porém de escórias (pecados de ódio, de engano, de falsas lisonjas), que são tentadoras por seu disfarce, porém, dispensáveis por seu verdadeiro efeito.

Jr 18.4, o vaso que se desmancha nas mãos do oleiro, na cena contemplada por Jeremias. O texto, em sua continuação, se explica: o vaso, aqui, simboliza a casa de Israel (v. 6), ou ainda, a nação israelita (vv. 7-10). Pessoalmente, aqui o vaso pode simbolizar o crente entregue nas mãos de Deus (o barro na roda do oleiro = a matéria prima na mão do criador), sendo moldado. Se for assim, simboliza mudança de caráter, novo nascimento (uma vez que uma nova forma é dada a tal obra), ou novas direções (antes, a obra do oleiro poderia ter um formato = uma função. Depois de haver se desmanchado – tratado -, poderá ganhar nova forma = nova atribuição).

Jr 19.11, o vaso despedaçado por Deus, de forma que não mais possa se refazer. Simboliza rejeição da parte de Deus, tendo em vista a insistência do povo pela idolatria. Deus cita que ao coração contrito haverá plena aceitação de Sua parte. Porém, podemos entender também que, em assunto de julgamento, Deus manifesta-se como o Justo Juiz (Jr 11.20), que a uns exalta e a outros abate (Sl 75.7). Por tal justiça, não incorreria Ele contra Sua Palavra, aceitando infiéis e rebeldes em Seu Reino. O vaso despedaçado, então, demonstra o salário do pecado, que é a morte (eterna) aos que mantiverem-se infiéis ou indiferentes ao Senhor. Uma vez, então, que o Deus em Cristo julga vivos e mortos (At 10.42), o vaso despedaçado por Deus simboliza a nação pecadora que desabona seus Profetas e incorre na vida errônea. Se a prosperidade do povo depende do ouvir aos profetas (2 Cr 20.20b), é certo que, em vida, tal povo já pagaria parte do preço da desobediência. E, por fim, em morte, enfrentaria então, o Juiz que, aqui, não demonstra-se piedoso como em todas as demais tentativas de resgatar sua criação do pecado.

Lc 7.37, o vaso de alabastro com ungüento (óleo perfumado). O alabastro é uma espécie de pedra clara, semelhante ao mármore, de pouquíssima resistência, usada para fazer vasos e esculturas, ou até mesmo o revestimento de colunas em palácios de honra (o caso do palácio de Assuero, em Ester 1.6). Logo, o alabastro era material nobre, de finíssimo uso. No versículo chave de nossa especulação, no entanto, o vaso propriamente dito compõe um conjunto de símbolos (vv. 36-39): uma mulher, ungüento, a mesa da casa de um fariseu, os pés de Jesus. A mulher simboliza o povo rejeitado pelo alto clero, aqui representado pelo fariseu. Este, por sua vez, oferece algo aparentemente caro e valioso a Jesus (um banquete, a mesa), mas ela, a rejeitada, oferece algo aparentemente pequeno e fútil, lágrimas e óleo, que simbolizam a adoração sincera de alguém que não tem mais nada a oferecer. O vaso de alabastro, no entanto, simboliza parte do empenho desta mulher em entregar a Jesus o que ela tinha de melhor. Poderia ter sido qualquer outro vaso, mas ela escolheu o melhor de sua casa, o de material utilizado, inclusive, em palácios reais. Simboliza, junto com alguns desses demais símbolos, oferecer o melhor em adoração a Jesus.


Rm 9.21-23, vasos de uma mesma matéria prima, imputados por Deus como 'para honra ou para desonra', ou vasos de ira destinados à perdição e vasos de misericórdia, destinados a conhecer a riqueza da glória de Deus. Notar que o texto fala de julgamento, ou seja, Deus preparou os vasos e suportou os que optaram pela ira e pela desonra. Expressa livre arbítrio (honra ou desonra, o 'sim' ou o 'não' às coisas de Deus), e possibilidade de salvação a qualquer pessoa (do mesmo barro, foram feitos os para honra e os para desonra), com a condicional de que cumpram com os preceitos que conotam 'honra'.

2 Co 4.7, o vaso de barro recheado de tesouros. Um versículo que explica-se, também. Paulo fala de forma metafórica, concluindo que somos vasos de barro, porém, com o potencial de armazenarmos o poder que há em Deus em nós. Vale lembrar que é de Paulo a compreensão de que o ser humano é templo do Espírito Santo, mesmo sendo pecador (Paulo aponta-se como o mais miserável dos pecadores, mas nunca descarta a constante companhia de Deus, bem como o revestimento dEle e Sua sempre presente misericórdia). O tesouro no vaso de barro expressa o próprio Deus habitando em nós.


Jo 19.29, um vaso cheio de vinagre. Deixamos este por último pela complexidade que os símbolos aqui presentes contém, e pela pesquisa histórico contextual que circunda esse tal vaso de vinagre. Para que tal interpretação não seja incompleta, falaremos de algo mais: o vaso, o vinagre e o porque de aquele vaso estar ali, no decorrer do momento da crucificação de Jesus. O vaso aqui, pode ser comparado a Jesus. Nas condições que o momento lhe impunha, Jesus sentia-se frágil, como um vaso.

Jesus, ali, estava amargurado (desde o Getsêmani Ele declarou isso – Mt 26.38); o amargor do vinagre estava sobre ele. A fragilidade do vaso e o amargor do vinagre podem simbolizar a presença real do próprio Jesus naquela cruz, em contraponto à declaração marciônica de que Jesus, na verdade, não estava na cruz, mas somente seu espírito ali permaneceu.

Além de Jesus declarar que sua alma estaria triste a ponto de morte (o mesmo Mt 26.38), a continuidade deste texto de Mateus fala de seu desgosto acerca do cálice que necessitava beber (Mt 26.42), elementos que simbolizam o estado emocional em que Jesus encontrava-se;

O vaso e o vinagre então podem simbolizar Jesus em corpo, seu sentimento naquele momento: um vaso frágil, o mesmo corpo que foi rasgado por um soldado e verteu água (Jo 19.34), e que foi pedido por José de Arimatéia e Nicodemos a Pilatos (Jo 19.38-42), pelos quais foi perfumado e sepultado.

Por fim, a pergunta: o que estaria fazendo um vaso de vinagre ali, naquele momento: Investiguemos o vinagre na Bíblia:

Nm 6.3: O vinagre (vinho em estado de maturação) é proibido ao nazireado; Não responde nossa questão.
Sl 69.21: Uma palavra profética acerca do acontecimento de Jesus na cruz? O fel e o vinagre como alimento / bebida dada em forma de deboche. Não responde nossa questão.
Pv 10.26: Uma explicação do efeito sequioso e incômodo que o vinagre provoca. Não responde nossa questão.
Rt 2.14: Aqui, dependendo da tradução, um problema que pode nos trazer a solução da questão: o vinagre encontrado nos textos mais antigos (RC e bíblia de Jerusalém, por exemplo) estão substituídos nos textos mais comuns (RA, NTLH, BV, NVI...) por vinho. Na Bíblia de Jerusalém, no entanto, uma nota de rodapé interessante à palavra vinagre pode nos solucionar a questão do vinagre presente ali naquele momento: diz esta nota que a bebida que Boaz ofereceu a Rute aqui era, possivelmente, uma mistura de água, vinagre de vinho (o mesmo vinho em maturação de Nm 6.3), somados a mais alguma bebida saborífera (um licor, por exemplo). O evangelho de Mateus, no capítulo 27 e no versículo 34 traz uma informação que pode ser esclarecedora: uma mistura de vinho e fel era levada pelos soldados. Poderia então essa mesma bebida ser a que embebeu a esponja de Jo 19, quando Jesus queixava-se de sede.

Convite com letras duradas ?


Estou escrevendo este capítulo sentado numa enorme sala de espera do palácio de Justiça do condado de San Antônio, Texas. Estou aqui porque recebi um convite. Uma convocação para comparecer perante o juiz. Não foi um convite muito pessoal. Não foi muito caprichado. Apenas um simples cartão com meu nome e indicações de como chegar ao palácio de Justiça. Tratava-se de um convite dirigido a mim e a centenas de outras pessoas para comparecerem perante o juiz.
Certamente não foi o convite mais significativo de minha vida, mas mesmo assim, era um convite. Isso me fez pensar em alguns convites feitos por mim.Alguns anos atrás fiz um convite muito especial a uma pessoa. Pedi a Denalyn que se casasse comigo. Como esse tipo de convite não costuma ser feito todos os dias, procurei dar um toque especial ao evento e torná-lo memorável.Primeiro telefonei ao restaurante chinês que costumávamos freqüentar, solicitando nosso prato favorito — carne de porco agridoce. Como sobremesa, pedi biscoitinhos chineses da sorte. Enquanto a comida estava a caminho de meu apartamento, peguei uma pequena tira de papel e es-crevi minha proposta.
Quando chegou, coloquei o papel dentro de um dos biscoitinhos, arrumei a mesa, troquei de roupa e fiquei à espera de Denalyn.

O ambiente transpirava romance. Música suave. Luz de velas. Ao ver os guardanapos combinando com a toalha de mesa, Denalyn sabia que eu tinha algo especial em mente, mas não desconfiava o que seria. Comi pouco. O frio na boca do estômago tirou minha fome. Mal podia esperar o momento de servir a sobremesa, porque ali estava o convite.Quando o momento chegou, Denalyn disse que já estava satisfeita. Tive de implorar para que ela pegasse o biscoitinho. Se não quisesse comê-lo, pelo menos poderia ler sua sorte. Ela abriu o biscoitinho, leu as palavras que eu havia escrito na tira de papel e rompeu em prantos.Senti-me desolado: pensei que a houvesse ofendido. Pensei que a tivesse insultado. Não imaginava qual seria sua reação, mas nunca pensei que ela choraria. (Isso mostra como conhecia pouco as mulheres.) Hoje sei que o choro é uma reação a diversas emoções: tristeza, alegria, animação.Felizmente as lágrimas de Denalyn foram de empolgação. E ela disse sim. (No entanto, relutou em abrir os demais biscoitinhos da sorte.)
Convites são atos de gentileza especiais. Alguns são casuais, como convidar alguém para um encontro. Outros são significativos, como oferecer emprego a alguém. Outros são permanentes, como propor casamento. Mas todos são especiais.Convites. Palavras impressas em alto relevo: "Você está convidado a comparecer a uma cerimônia de gala de inauguração do..." Solicitação de comparecimento recebida pelo correio: "O Sr. e Sra. John Smith sentir-se-ão honrados com sua presença no casamento de sua filha...". Surpresas recebidas por telefone: "Oi, Joe. Comprei um ingresso a mais para o jogo. Está interessado ?
Quem recebe um convite sente-se honrado — foi digno da consideração de alguém. Por esse motivo todos os convites merecem uma resposta gentil e criteriosa.Porém, os convites mais incríveis não são encontrados em envelopes nem em biscoitinhos da sorte; são encontrados na Bíblia. Deus está sempre fazendo convites. Convidou Eva a se casar com Adão, os animais a entrarem na arca, Davi a ser rei, Israel a sair do cativeiro, Neemias a reconstruir Jerusalém. Deus gosta de fazer convites. Convidou Maria a gerar seu filho, os discípulos a serem pescadores de homens, a mulher adúltera a começar uma vida nova, e Tome a tocar em suas feridas. Deus é o Rei que prepara o palácio, arruma a mesa e convida seus súditos para o banquete.
De fato, parece que a palavra favorita de Deus é vinde [ou venha].

"Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles e tornarão brancos como a neve."
'"E vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei."
"Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei."
" Vinde para as bodas."
" Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens."
"Se alguém tem sede, venha a mim e beba."

Deus é um Deus que convida. Deus é um Deus que exorta. Deus é um Deus que abre a porta e acena convidando os peregrinos para uma mesa farta.Contudo, seu convite não se limita a uma refeição, é um convite para a vida. Um convite para entrar no seu reino e habitar num mundo onde não há lágrimas, nem tristezas, nem dor. Quem pode entrar? Quem quiser. O convite é universal e pessoal.Em sua última semana de vida, Jesus contou duas parábolas a respeito de convites urgentes.A primeira fala de dois filhos cujo pai os convida para trabalharem na vinha.

Os convites são idênticos; as respostas, opostas. Um diz não, depois se arrepende e vai. O outro diz sim, depois se arrepende e não vai. A segunda parábola fala de um rei que prepara uma festa de casamento para o filho.Convida o povo para participar, mas ninguém comparece. Alguns ignoram o convite, outros desculpam-se por estar muito atarefados, e outros matam os servos portadores do convite.Você já parou para pensar como Jesus se sentiu ao contar essas parábolas? Se alguém já ignorou um convite pessoal seu, sabe como ele se sentiu. A maioria das pessoas não rejeita Jesus... apenas não dá a devida importância ao convite.Imagine o que eu sentiria se Denalyn tivesse me respondido da mesma maneira que muitos respondem a Deus. E se ela tivesse sido indecisa ou indiferente? Imagine minha situação, sentado na beira da cadeira observando com olhos atentos enquanto ela lia minha proposta sob a luz amarelada da vela. E se, ao invés de lágrimas, ela tivesse iniciado uma conversa fiada?
— Oh, o casamento faz parte de nossa família há muitos anos.
— Como assim?
— O casamento faz parte de nossa família há muitos anos. Meu tio se casou. Minha tia se casou. Mamãe e papai também. Tenho até uma irmã que...
— Ei, espere um pouco. O que isso tem a ver conosco? Estou falando de nós dois.
— Bem, Max, conforme estou dizendo, sou inteiramente a favor do casamento. Acho uma idéia maravilhosa, uma instituição extraordinária.
— Mas não estou pedindo sua opinião sobre instituição, estou pedindo você em casamento.O Pai se entristece quando lhe damos respostas vagas a seu convite específico para que nos cheguemos a ele. "Qual o motivo desse convite, Jesus? O Senhor sabe que minha família sempre foi religiosa. Nossas raízes remontam dos tempos da revolução dos huguenotes. Talvez o Senhor se lembre de meu tio-bisavô Horace. Ele foi pastor e conviveu pacificamente com os índios.""Como assim?""É como digo, nossa família sempre foi ligada à religião. Minha tia Macy cantava no coral da Primeira Igreja Batista e meu primo Arnold é diácono na..."
Foi diante de tais divagações que Deus falou estas palavras registradas em Jeremias 7.13: "Eu vos falei, começando de madrugada, e não me ouvistes, chamei-vos e não me respondestes."E se Denalyn tivesse dito: "Max, você foi muito gentil por ter se lembrado de mim, mas não poderíamos conversar sobre o assunto amanhã? Em poucos minutos começará um filme na TV e eu gostaria muito de vê-lo."Ou, pior ainda."Casamento? Ora, Max, é melhor discutir isso outro dia. Deixe-me ver. Tenho um tempo livre na próxima... não, esse dia não é bom... que tal daqui a duas semanas a partir de terça-feira? Você me telefona e marcamos um horário."Oh, isso teria me magoado muito. Veja bem, uma coisa é ser rejeitado. Outra é não ser levado a sério. Não há nada que ofenda mais do que fazer um convite raríssimo, exclusivo para uma determinada pessoa, e vê-lo relegado a uma lista de decisões a serem tomadas na semana seguinte.Jesus faz o convite. "Eis que estou à porta e bato."

Para conhecer a Deus, é preciso aceitar seu convite. Não apenas ouvi-lo, não apenas analisá-lo, não apenas identificá-lo, mas aceitá-lo. É possível alguém conhecer muito a respeito do convite de Deus sem nunca tê-lo respondido pessoalmente.Seu convite é claro e inegociável. Ele nos oferece tudo e nós lhe oferecemos tudo. Simples e absoluto. Ele é claro no que pede e claro no que oferece. A escolha fica a nosso critério.Não é incrível que Deus deixe a escolha a nosso critério? Pense sobre isso. Há inúmeras coisas na vida que não podemos escolher. Não podemos, por exemplo, escolher o clima e a temperatura que desejamos. Não podemos controlar os assuntos econômicos.Não podemos escolher se vamos nascer com um nariz grande ou olhos azuis ou com bastante cabelo. Nem mesmo podemos escolher o modo como as pessoas nos tratam.Mas podemos escolher onde viver na eternidade. A grande escolha Deus deixa por nossa conta.
A decisão crucial é nossa.
O que você está fazendo com o convite de Deus?O que está fazendo com o convite pessoal de Deus para que você viva eternamente com ele?Essa é a única decisão que realmente importa. Aceitar ou não uma transferência de emprego não é crucial. Comprar ou não um carro novo não é crucial. Em que faculdade estudar ou que profissão seguir é importante, mas nada que se compare à sua decisão quanto ao lugar onde você viverá na eternidade. Esta é a decisão que você não pode esquecer.O que você está fazendo com o convite de Deus?Conforme mencionei antes, estou escrevendo este capítulo na enorme sala de espera de nosso palácio de Justiça. Estou aqui porque fui convidado. A minha volta, vejo centenas de pessoas estranhas que também receberam o mesmo convite. Estão lendo revistas. Folheando jornais. Alguns se levantam e esticam o corpo. Outros aproveitam o tempo para adiantar o serviço do escritório. E eu penso na ironia de terminar um capítulo sobre o convite de Deus, sentado numa sala onde aguardo o juiz chamar meu nome.De tempos em tempos as conversas em tom abafado cessam quando um cavalheiro com aparência de oficial de Justiça entra na sala e chama pelo nome: Yvonne Campbell, Johnny Solis, Thomas Adams. Os que foram chamados recebem instruções e o restante retorna ao que estava fazendo antes.Estou apreensivo quanto à entrevista: não sei qual será o procedimento do juiz. Não sei o que ele me perguntará. Não sei o que o juiz solicitará. Não sei qual será o resultado de tudo isso. Nem mesmo sei quem é o juiz.Por isso, sinto-me um pouco ansioso.No entanto, esse não é meu primeiro convite para comparecer perante um juiz. Tenho outros convites. "Aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo."

Porém, não sinto a mesma ansiedade a respeito deste último convite.Porque sei o que o juiz fará. Sei o que acontecerá. E, acima de tudo, sei quem é o juiz... ele é meu Pai.

PS : Livro "Quando os anjos Silenciaram" Max Lucado !

8 de abril de 2009

Praze em conhecê-lo. Eu sou Lúcifer.



Por gentileza, permita-me apresentar.
Sou um homem rico e de bom.
Estou por aí já faz alguns anos.
Roubei as almas e a fé de muitos homens.
Estava lá quando Jesus Cristo teve seu momento de indecisão e dor.
Certifiquei-me de que Pilatos lavasse suas mãos e selasse seu destino.
Estava por perto em São Petersburgo quando vi que estava na hora de uma mudança.
Matei o Czar e seus ministros.
Anastácia gritou em vão.
Pilotei um tanque, usei a patente de general quando as blitzkrieg urgiam e os corpos fediam.
Assisti com orgulho enquanto seus reis e rainhas lutaram por dez décadas pelos deuses que eles criaram.
Gritei bem alto: "Quem matou os Kennedys?", quando afinal de contas foi apenas você e eu. Deixei armadilhas para trovadores que morreram antes de chegarem a Bombaim.
Prazer em conhecê-lo.
Espero que adivinhem o meu nome.
Mas o que está te confundindo? Esta é a natureza do meu jogo.
Assim como todo policial é um criminoso e todos os pecadores santos, e as cabeças são caudas, basta me chamar de Lúcifer, pois estou precisando de algumas restrições.
Então, se me encontrar, seja cortês, seja simpático e tenha bom gosto.
Use de toda etiqueta que conhece, ou então tomarei sua alma.


Observação do blog: Esse texto, recebido por mim via e-mail, é a tradução da música Sympathy for the Devil (Simpatia Com o Diabo), trilha sonora das demoníacas novelas Celebridades e Vamp, da rede Globo (e não Caminho das Índias, como foi citado no e-mail), e que eu achei por bem colocar aqui no blog para mostrar que o mundo espiritual é mais real do que podemos imaginar, e quão destruidor é o poder maligno das novelas.

"Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar" (I Pedro 5. 8)

Ilustrações Práticas

Recebi alguns vídeos por email e vou compartilhar com vocês. São ilustrações evangelísticas para meditarmos em nossa vida. Paz do Senhor queridos e que Deus vos abençoe.


Quem é o único BOM o suficiente ?

Oque é a Igreja ?

A Torta de Deus !

Crescimento em Vasos !

5 de abril de 2009

Filme - Sete Vidas (Seven Pounds)

Vivemos em um mundo natural, apesar de sermos estrangeiros aqui nesta terra, não há como não notar oque se passa ao nosso redor. Eu gosto muito de assistir documentários e alguns filmes. Claro que separo bem antes de "gastar" o meu tempo. Procuro filtrar, pois tem muita coisa que não convén colocarmos diante dos nossos olhos. Mas não pude deixar de comentar algo aqui no meu blog sobre "PISAR NO SANGUE DE CRISTO".
Oque quero dizer sobre isso ? É que o mundo coloca diversas coisas na nossa frente, para tirar nosso foco no que Jesus fez por nós, e faz com que não valorizemos o sacrifício de Cristo por nós. Estou falando em pequenas "mensagens" em filmes e seriados que ás vezes olhamos por aí.
Vou fazer mais posts no futuro sobre este assunto, e hoje eu quero falar de um lançamento que assisti ontem, chamado Seven Pounds (Sete Vidas) protagonizado pelo Will Smith.
Por coincidência é o segundo filme do Will Smith onde ele faz um tipo de "Cristo", salvador da humanidade. O Primeiro foi o "Eu sou a Lenda", onde ele deu o sangue dele para salvar o mundo de um vírus. Claro que esta história conhecemos com o verdadeiro protagonista dela, o Senhor Jesus Cristo, que não só salvou mas garantiu a vida eterna para todos os remidos.


No filme Sete Vidas, Sete pessoas tem seus nomes inscritos em uma lista, o que eles tem em comum é o fato de todos terem chegado a um momento decisivo em suas vidas em que precisam desesperadamente de ajuda- financeira, espiritual ou médica- e, sem que eles saibam, também o fato de cada um deles ter sido escolhido por Ben para ser parte do seu plano de redenção. Mas Emily Posa (Rosario Dawson), uma paciente cardiopata cheia de vida, é quem trava suas engrenagens ao fazer a única coisa que Ben julgou impossível – aproximar-se dele – e quem vira ao avesso a sua visão do mundo e do que é possível.

E no final, o ator comete suicídio para poder doar seus órgãos para sete pessoas que estavam precisando deles. Desviando o foco para o homem salvador, mostrando que o homem pode solucionar alguns problemas. Will Smith é o salvador louvacionado no filme. Todos saem emocionados do cinema com o ator, e muitos não querem saber do sacrifício de Cristo. Pensam que Jesus é coisa do passado, mas creêm nas boas obras do homem.
Isso é desviar o foco de Jesus Cristo. E muitos filmes tem esse efeito.

Claro, um efeito duplo...por que os que são RENASCIDOS através de Jesus Cristo ao verem uma cena desta, já remetem a Jesus Cristo como fiz, não concordando com o suicídio humano e reconhecendo que o homem não deve ser louvacionado, mas sim Deus. Nossas obras são como vestes sujas a Bíblia nos ensina. Devemos buscar o reino dos céus a Bíblia continua nos ensinando.
Temos que cuidar, para não perdermos o foco de JESUS, no mundo aí fora você vai escutar vários sopros em seus ouvidos te incentivando a esquecer de Jesus.
Colocar outra pessoa no lugar de Jesus Cristo, mesmo que seja só por tipo, é pisar no sangue de Cristo.
Vamos meditar nisto.
Assistir filme não é pecado, pecado é aquilo que te afasta de Deus. Temos que ter controle, discernimento, e em primeiro plano fazer as coisas de Deus.
Um forte abraço a todos.

3 de abril de 2009

Rádio Excelência Online



Com muita alegria que venho divulgar uma conquista da Igreja. A rádio online que tem por nome excelência. Excelência por que tudo oque fizemos para o Senhor nosso Deus tem que ser com excelência.


Além da programação normal com músicas, os cultos serão transmitidos ao vivo, além dos programas como a "voz das assembléia de Deus".
Glória a Deus por mais esta conquista. Não deixe de acessar a rádio online.
Vou disponibilizar no blog de forma fixa ao lado direito.
31.03.2009
Culto : Sede
Pregação : Pr. Roberto dos Santos - Goiânia/GO

Para melhorar meu aprendizado, posto aqui alguns cultos que tenho frequentado. Assim posso de certa forma até arquivar mensagens para minha meditação futura.

"Alegrei-me quando me disseram: Vamos á casa do SENHOR.Os nossos pés estão dentro das tuas portas, ó Jerusalém. Jerusalém está edificada como uma cidade que é compacta. Onde sobem as tribos, as tribos do SENHOR, até ao testemunho de Israel, para darem graças ao nome do SENHOR. Pois ali estão os tronos do juízo, os tronos da casa de Davi. Orai pela paz de Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam. Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios. Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Paz esteja em ti. Por causa da casa do SENHOR nosso Deus, buscarei o teu bem." Salmo 122.1-9

Davi certamente teve muitas alegrias em sua vida. Uma delas está descrita neste Salmo, "IR A CASA DO SENHOR". Podemos achar que era fácil em se alegrar de ir naquele templo magnífico que Salomão havia construído, mas devemos lembrar que nesta época Salomão nem nascido era, e Davi se referia á um templo que era uma "cabana" no deserto.

Muitas coisas pequenas nos impedem de nos ALEGRAR-NOS em ir a casa do SENHOR. Mas uma máxima do cristianismo diz : "Venha a casa do Senhor, e o Senhor vai até sua casa".

Os Salmos são cânticos, mas se tornam proféticos e simbólicos por que são a palavra de Deus. A cidade de JERUSALÉM neste Salmo pode representar a Igreja, nossa congregação.
No verso 2, Davi fala que nossos pés estão dentro de suas portas. E no verso 3 ele fala que é uma cidade bem sólida. Comparando com a Igreja, isso é uma grande verdade e devemos dar Glória Deus por isso.

Mas o verso 4, me chama muita atenção. Onde fala que todas as tribos sobem, para dar testemunho e GRAÇAS ao Senhor. Nesta parte do culto eu senti vergonha do meu minúsculo ser.
Como falta agradecer em nossas vidas não é ? Quantas vezes murmuramos ao invés de agradecer. Deus nos sustenta, nos alimenta e ainda sim somos que nem aquele povo do deserto que murmurava dia após dia. Vamos agradecer mais amados e reclamar menos.
Falando a nível de congregação, todas as igrejas tem problemas. Onde existe a presença do homem, problemas existem. Muitas pessoas reclamam do louvor da igreja, e pulam para outra congregação onde a pregação não é boa, e acabam indo para outra em que a liturgia não agrada...e assim seguem, reclamando e andando.

Notem que na Igreja tem a presença de todas as tribos. Sim, todos tem a sua utilidade. O pregador até deu o seu testemunho que quando ele queria ser um pregador, ele almejava ser que nem "gilmar santos", que nem "takayama", ele queria pregar que nem eles, ter o entedimento deles. Mas ele aprendeu que "gilmar santos" já tinha um, e Deus não precisava de dois. Deus precisava dele, do jeito dele, com oque Deus havia lhe ensinado, da forma e na escultura que o Espírito Santo havia esculpido.
Todos, se quisermos temos utilidade na Igreja.

Eu olho para a parte "B" de Hebreus 4.12, veja oque diz : "
e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." Deus avalia as nossas intenções. Falando ainda em utilidade na igreja, senão pudermos ir para Africa servir de Missionários fisicamente, podemos fazer outras coisas que ajudam esta causa. Podemos chegar até a Africa com nossos joelhos todas as noites, podemos chegar na Africa com nossas ofertas, ou seja, podemos chegar até lá com nosso coração. Não se espante em ganhar um galardão por ser missionário na Africa mesmo nunca tendo pisado a planta do seu pé por lá.

O pregador deu alguns exemplo de sua vida e experiência cristã que me serviram muito, o culto para mim foi mais que abençoado. Obrigado Senhor por falar conosco todos os dias.
Que Deus NOS ABENÇOE !!!!!!!!!!!!!!!!!!






Vento Oriental na Web







Instrumentos de divulgação para espalhar os posts do blog na WEB. Vamos usar estas ferramentas para FALAR DE JESUS CRISTO, pois o tema do blog é : “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”. Rm 11.36

Tudo é para Deus.

O objetivo fundamental do universo é demonstrar a Glória de Deus. Essa é a razão de tudo existir, inclusive eu e você.

E Deus fez tudo isso para a Glória dele. Se não fosse a Glória de Deus, nada existiria.
Mas o que é a Glória de Deus? A glória de Deus é o que ele é. É a essência de sua natureza; o brilho de seu esplendor; a demonstração de seu poder...

Mas onde está a Glória de Deus? Basta olharmos em volta. Vemos a Glória de Deus em toda a parte: da menor forma de vida microscópica a via láctea.

Vamos lá, compartilhe o seu conteúdo conosco, nos adicione e entrem em contato para serem adicionados também.
Que DEUS NOS ABENÇOE até Jesus Cristo voltar.
Amém !

1 de abril de 2009

Me alegrei quando disseram...


31.03.2009
Culto : Sede
Pregação : Pr. Roberto dos Santos - Goiânia/GO

Para melhorar meu aprendizado, posto aqui alguns cultos que tenho frequentado. Assim posso de certa forma até arquivar mensagens para minha meditação futura.

"Alegrei-me quando me disseram: Vamos á casa do SENHOR.Os nossos pés estão dentro das tuas portas, ó Jerusalém. Jerusalém está edificada como uma cidade que é compacta. Onde sobem as tribos, as tribos do SENHOR, até ao testemunho de Israel, para darem graças ao nome do SENHOR. Pois ali estão os tronos do juízo, os tronos da casa de Davi. Orai pela paz de Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam. Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios. Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Paz esteja em ti. Por causa da casa do SENHOR nosso Deus, buscarei o teu bem." Salmo 122.1-9

Davi certamente teve muitas alegrias em sua vida. Uma delas está descrita neste Salmo, "IR A CASA DO SENHOR". Podemos achar que era fácil em se alegrar de ir naquele templo magnífico que Salomão havia construído, mas devemos lembrar que nesta época Salomão nem nascido era, e Davi se referia á um templo que era uma "cabana" no deserto.






Muitas coisas pequenas nos impedem de nos ALEGRAR-NOS em ir a casa do SENHOR. Mas uma máxima do cristianismo diz : "Venha a casa do Senhor, e o Senhor vai até sua casa".

Os Salmos são cânticos, mas se tornam proféticos e simbólicos por que são a palavra de Deus. A cidade de JERUSALÉM neste Salmo pode representar a Igreja, nossa congregação.
No verso 2, Davi fala que nossos pés estão dentro de suas portas. E no verso 3 ele fala que é uma cidade bem sólida. Comparando com a Igreja, isso é uma grande verdade e devemos dar Glória Deus por isso.

Mas o verso 4, me chama muita atenção. Onde fala que todas as tribos sobem, para dar testemunho e GRAÇAS ao Senhor. Nesta parte do culto eu senti vergonha do meu minúsculo ser.
Como falta agradecer em nossas vidas não é ? Quantas vezes murmuramos ao invés de agradecer. Deus nos sustenta, nos alimenta e ainda sim somos que nem aquele povo do deserto que murmurava dia após dia. Vamos agradecer mais amados e reclamar menos.
Falando a nível de congregação, todas as igrejas tem problemas. Onde existe a presença do homem, problemas existem. Muitas pessoas reclamam do louvor da igreja, e pulam para outra congregação onde a pregação não é boa, e acabam indo para outra em que a liturgia não agrada...e assim seguem, reclamando e andando.

Notem que na Igreja tem a presença de todas as tribos. Sim, todos tem a sua utilidade. O pregador até deu o seu testemunho que quando ele queria ser um pregador, ele almejava ser que nem "gilmar santos", que nem "takayama", ele queria pregar que nem eles, ter o entedimento deles. Mas ele aprendeu que "gilmar santos" já tinha um, e Deus não precisava de dois. Deus precisava dele, do jeito dele, com oque Deus havia lhe ensinado, da forma e na escultura que o Espírito Santo havia esculpido.
Todos, se quisermos temos utilidade na Igreja.

Eu olho para a parte "B" de Hebreus 4.12, veja oque diz : "e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." Deus avalia as nossas intenções. Falando ainda em utilidade na igreja, senão pudermos ir para Africa servir de Missionários fisicamente, podemos fazer outras coisas que ajudam esta causa. Podemos chegar até a Africa com nossos joelhos todas as noites, podemos chegar na Africa com nossas ofertas, ou seja, podemos chegar até lá com nosso coração. Não se espante em ganhar um galardão por ser missionário na Africa mesmo nunca tendo pisado a planta do seu pé por lá.

O pregador deu alguns exemplo de sua vida e experiência cristã que me serviram muito, o culto para mim foi mais que abençoado. Obrigado Senhor por falar conosco todos os dias.
Que Deus NOS ABENÇOE !!!!!!!!!!!!!!!!!!







The I Heart Revolution


O álbum será lançado no dia 1º de Abril, mas não é brincadeira e nem piada.

Pense em uma banda que é hoje referência de louvor jovem no mundo todo. Coloque nesta mistura 28 sucessos da banda. Acrescente um CD duplo, e dê uma pitada de diversidade, já que as músicas foram gravadas em lugares diferente do mundo (inclusive o Brasil). O resultado é o álbum "The I heart revolution", do ministério Hillsong United.

O Hillsong United é reconhecido pela grande qualidade de suas músicas e ótima performance em shows, levando o povo a grandes momentos de celebração e também adoração.

A banda se prepara para lançar o álbum duplo "The I heart revolution", onde reúne, em um álbum DUPLO, nada menos que 28 grandes sucessos do ministério, gravados ao vivo nos shows da banda ao redor do mundo.

São todos sucessos que é até difícil de citar, porém podemos destacar "Time Has Come", gravada durante o show do United em São Paulo e também "From The Inside Out", gravada na apresentação da banda no Rio de Janeiro.

A capa do CD, como de costume do United, é muito bem produzida e sempre criativa. No caso deste álbum, é mostrado um coração que é feito a partir de muitas fotos de pessoas e locais, sendo que o centro do coração é uma foto de destaque do Cristo Redentor, cartão postal do Rio de Janeiro.

A idéia de fazer um CD de coletânea duplo é muito boa, e colocar no álbum sucessos gravados em diferentes lugares do planeta (e não versões originais) mostra porque o United é referência de qualidade. Um CD completamente imperdível que será interessante até mesmo para quem já acompanha a banda e possui todos os Cds.

E se segure aí na cadeira: para Junho a banda promete a continuação deste projeto, com um DVD DUPLO onde irão mostrar todos esses shows que eles fizeram e gravaram no "The I heart revolution".



Faixas:
1. The Time Has Come
2. One Way
3. What The World Will Never Take
4. 'Till I See You
5. Take All Of Me
6. The Stand
7. You' ll Come
8. Break Free
9. Look To You
10. Where The Love Lasts Forever
11. Forever
12. There Is Nothing Like
13. Tell The World
14. All Day

CD 2:1. Take It All
2. My Future Decided
3. All I Need Is You
4. Mighty To Save
5. Nothing But The Blood
6. Hosanna
7. Fuego De Dios
8. Shout Unto God
9. Salvation Is Here
10. Love Enough
11. More Than Life
12. None But Jesus
13. From The Inside Out
14. Came To My Rescue
15. Saviour King
16. Solution

Só Deus pode restaurar esse amor...

Esse vídeo "roubei" do blog : http://deusfaraacontecer.blogspot.com , e é mesmo verdade nesta quarta-feira...SÓ MESMO DEUS para restaurar e restituir nossas vidas.
Abração !