13 de março de 2009

Instruí no caminho que ele deve andar...



Bom perdi as anotações da palavra de domingo a noite, onde foi comemorado o aniversário do Pastor Adão. Um teatro e homenagens na igreja pela sua vida e colaboração neste ministério. Mas sem problemas, vou postar a palavra do culto de ensino na terça e logo mais a do culto evangelístico de ontem. Esta semana tive pouco tempo para estar no blog, mas fim de semana começo a postar coisas novas. Que Deus abençoe a todos.

10.03.2009
Culto : Sede
Pregação : Pastor Adão

"Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele." Provérbios 22.6

Meditamos na terça feira sobre a educação sobre os filhos. A mensagem foi edificante pois falou de certa forma de como nós filhos devemos agir com nossos pais, e de como os pais devem educar os seus filhos.

1. INSTRUIR (Prov. 22:6). A palavra hebraica traduzida aqui por "instruir" significa INICIAR, COLOCAR NO CAMINHO CERTO, ou seja, EDUCAR, DANDO DIREÇÃO CERTA Á VIDA, AO CARÁTER, PARA QUE SAIBA ESCOLHER O CERTO. É interessante notar que os antigos israelitas usavam esta palavra para descrever o ATO DA PARTEIRA que assistia o parto de uma criancinha PELO QUAL ELA PASSAVA SUCO DE TÂMARA (fruto oriental de gosto azedo) NA BOCA (pelas gengivas) DO RECÉM – NASCIDO PARA CRIAR SEDE E DAR-LHE VONTADE DE MAMAR. Nós, os pais, temos a DIFÍCIL TAREFA de criar nos filhos o DESEJO de escolher e seguir a direção certa. Este processo de educação e treinamento levará TODOS OS VINTE ANOS QUE OS FILHOS NORMALMENTE PASSAM COM OS PAIS EM CASA



Salomão que era filho de Davi escreveu este livro, talvez por que Davi tinha sido um péssimo pai terrestre. Um homem segundo o coração de Deus, mas não foi um bom pai. Salomão sabia disso e escreveu algumas instruções para os pais.



Pastor Adão comentou que um dos erros que podemos cometer na educação de nossos filhos é, fazer todas as coisas para o filho. Eles se tornam frágeis e quando crescem não sabem fazer nada direito. Se tornam homens sem confiança nas coisas que fazem. Temos que ensinar os filhos, deixando que eles também façam algumas coisas dentro de nossa casa. Ensine a dobrar as camisas, estender a toalha, recolher a louça. Essas pequenas coisas servem de instrução.
Ajuda a amadurecer. Não podemos tratar nosso filho de 18 anos como um bebêzão. Temos que aceitar que nossos filhos crescem e começar a tratar de assuntos mais sérios com eles a medida que o tempo passa.

Definição da palavra "EDUCAR" DO DICIONÁRIO: "APERFEIÇOAR E DESENVOLVER as atividades físicas, intelectuais, e morais de; ensinar; adestrar".

Pastor Adão comentou alguns versículos que podemos encontrar, onde Salomão fala da educação de nossos filhos.

Pv 19:18 - "Castiga teu filho enquanto há esperança, mas para o matar não alçarás a tua alma."
Pv 13.24 - "O que retém a sua vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, a seu tempo, o castiga. "
Pv 22.15 - "A estultícia está ligada ao coração do menino, mas a vara da correção a afugentará dele."
Pv 23.13 -"Não retires a disciplina da criança, porque, fustigando-a com a vara, nem por isso morrerá."
Pv 29.15 - "A vara e a repreensão dão sabedoria, mas o rapaz entregue a si mesmo envergonha a sua mãe."
Pv 29.17 - "Castiga o teu filho, e te fará descansar e dará delícias à tua alma. "

Note que quando a Bíblia fala de "castigo" não significa que você deve espancar o seu filho. E nem aplicar castigos severos que venham a comprometer a integridade física ou psíquica do seu filho. A bíblia fala de repreensão, de correção, de enquanto ele for novo você mostrar que tem autoridade sobre ele.

Pastor Adão também comentou que existem vários pontos que devemos ensinar aos filhos, mas ele destacou 4 pontos como principais :

1) Ensina ele o Caminho da Salvação.
2) Ensina a ser Homem.
3) Ensina os dons Naturais.
4) Ensina sobre vida conjugal.

CORRIGIR (CORREÇÃO), CASTIGAR, DISCIPLINAR, todas essas palavras se vêem do mesmo verbo na língua hebraica original das escrituras do A.T. Significa: CORRIGIR, ADVERTIR, CASTIGAR, REPREENDER. Incluem a idéia tanto de advertência e ensino verbal, bem como do uso de castigo (vara). No caso de castigo, é mais para EDUCAR do que para PUNIR.

REPREENSÃO (Prov. 29:15). Esta palavra significa CONVENCER, REPREENDER, REVELAR, MANIFESTAR, CHAMAR A ATENÇÃO, JULGAR. O versículo citado liga A VARA E A REPREENSÃO VERBAL como maneira acertada de dar SABEDORIA aos filhos.

Segundo as definições dadas, quando um (a) filho (a) faz algo errado, deverá haver censura e reprovação manifestada imediatamente (sem demora). Os pais não deverão perguntar para o filho "POR QUE você fez isso ou aquilo". Ele fez porque é PECADOR. Os pais poderão manifestar censura DO SEU ATO DE REBELDIA; deverá ser repreendido de tal forma que ele sinta como é PECADO ser rebelde.

Descobrimos que a palavra DISCIPLINA OU EDUCAR contém a idéia tanto de castigar pela obediência, a fim de REVELAR SEU ERRO, como também ENSINAR AO (A) FILHO (A) O CERTO. Inclui a idéia de ENSINAR a criança a maneira certa de agir, ou seja, dar INSTRUÇÃO do certo e não apenas CASTIGO pelo errado.

No texto chave principal do nosso estudo, Prov. 22:6 é usada a palavra, INSTRUIR (Heb. CHANACH). A palavra MENINO (Heb. NAÁR) abrange a idade de uma criança desde a hora em que nasce até pelo menos os 20 anos de idade. José, aos 17 anos, filho de Jacó, é chamado por essa palavra no hebraico. Quando diz, "Instrui AO MENINO no caminho ..." significa que o treinamento constante dos pais é necessário durante todos os anos em que ele fique dentro da casa dos pais, ou seja, até casar-se.

Na construção da frase, "Instrui ao menino no caminho em que deve andar...", o sentido é, "Segundo o seu caminho APROPRIADO", ou seja, segundo seu jeito (inclinação) INDIVIDUAL. Significa que deverá ser treinado segundo SUA APTIDÃO PESSOAL, e segundo seu ESTÁGIO de crescimento. (Normalmente a vara, como forma de castigo, poderá ser "aposentada" quando a criança alcançar os 10 anos de idade, desde que ela FOI ADEQUADAMENTE TREINADA PELO USO DA MESMA DURANTE O PRIMEIRO ESTÁGIO!) "Conforme SEU PRÓPRIO CAMINHO" significa SEGUNDO SUA NATUREZA INDIVIDUAL (nem todo filho é igual em temperamento, dons e aptidões, etc). Ainda mais, a palavra "caminho" significa JORNADA, e portanto, Provérbios está a dizer, "TREINAR, EDUCAR, INCLINAR A CRIANÇA NA DIREÇÃO CERTA, EQUIPANDO-A para sua JORNADA DE VIDA".

Portanto, podemos concluir que o "instruir ao menino no caminho em que deve andar" será um PROCESSO LONGO E GRADATIVO, pelo qual o filho é ensinado a CEDER Á VONTADE DOS PAIS e educar até que esteja EM PERFEITA HARMONIA com os pontos de vista dele, e ACEITE POR ESCOLHA PRÓPRIA a vontade dos pais, e saiba TOMAR AS DECISÕES CERTAS POR VONTADE PRÓPRIA.

Os filhos devem aprender que a OBRDIÊNCIA AOS PAIS nunca será uma questão "aberta", que eles realmente não tem outra opção. A obediência para eles deverá se tornar SEU ESTILO DE VIDA. Os pais deverão averiguar que TODA ORDEM será obedecida, por mínima que seja. Se você, o (a) pai (mãe) achou importante dar a ordem, deverá verificar que é executada. Seja COERENTE, e reforce a ordem, obrigando a criança a conformar sua vontade com a dos pais, imediatamente, e sempre.

Às vezes das crianças quando pequenas, deixa de obedecer uma ordem dos pais, porque não a compreendeu. Verifique se a criança entendeu a ordem dada. Por exemplo, pode ser que não entendeu quando a mãe lhe disse, "Leve o cesto pequeno de lixo do quarto para fora, e despeje na lata grande". Será necessário, no caso, fazer uma demonstração para que a criança, mostrando-lhe como fazer o que lhe é mandado. Assegure-se da compreensão do filho para não o castigar por algo que deixou de fazer por não entender a ordem.
Muitas crianças aprendem a obedecer seus pais, e até os obedecer habitualmente, mas como garantir que PERMANECERÃO obedientes aquilo que é certo mesmo "quando envelhecerem"? A diferença entre os filhos que permanecem "no caminho" da obediência dependerá do MÉTODO empregado para lhes ensinar o caminho.

A "repreensão", ou seja, as explicações e os esclarecimentos deverão acompanhar o uso da vara; caso contrário, a disciplina não vai "pegar". A vara só, ou, por outro lado, a repreensão sozinha não resolverá! A disciplina severa sem a criança entender os "porquês" e "comos" apenas serve para endurecer a criança na sua rebeldia (a qual ficará escondida até a criança ficar mais velha). O interesse é a disciplina que assegura que o filho, uma vez crescido, e levando sua própria vida, acatará os princípios bíblicos e certos que lhe forem ensinados pelos pais.

Há mães que castigam o filho e depois, sem lhe dar carinho, ela ficará tratando-o com frieza durante dias. Se ele lhe perguntar porque ela assim o trata ela responderá, "Você já sabe!", quando na realidade ELE NÃO SABE!

Eis uma série de perguntas que podem ser abordadas com a criança "que tem idade para entendê-las, é claro!), na hora da disciplina, para que fique gravado na sua cabeça e no seu coração os "porquês" da disciplina (Adaptadas do livro, "Não deixe de corrigir seus filhos", por Bruce A. Ray):

1). "O que você fez?" (Não aceite uma resposta geral tal como, "Fiz o que não devia". Ele deverá ser ESPECÍFICO... "Eu bati no meu irmãozinho", pois se ele não estivar entendendo o que é que fez de errado, errará novamente)

2). "O que é que diz sobre isso que você fez?" Deixe que ele responda sozinho a essa pergunta, mas se não souber responder, ajude-o, sugerindo um versículo apropriado, ou um ensinamento que ele já ouviu da Palavra de Deus. Assim ele se conscientizará do fato que sua desobediência não foi contra você, senão contra a vontade de Deus. E ele verá que não é o PAI (mãe) que estiver julgando-o, senão o próprio Deus!

3). "O que é que eu, como pai, tenho que fazer então?" Sua resposta deverá ser, "me disciplinar, ou me castigar, ou usar a vara (o cinto) em mim, etc". Ele deverá assim se conscientizar da OBRIGAÇÃO que os pais tem DIANTE DE DEUS de discipliná-lo, e saber que se os pais não assim agirem, eles mesmos serão disciplinados por Deus! O filho deverá aprender que você aplica a vara como AGENTE DE DEUS, e não porque GOSTA DE USÁ-LA!

4). "Como você deverá fazer da própria vez?" Assim ele aprenderá como EVITAR A DISCIPLINA , fazendo o certo. Essa pergunta poderá ser feita depois de disciplinar o filho, e abraçá-lo.

As escrituras dizem que este ensinamento e treinamento deverá ser feito DIARIAMENTE, DILIGENTEMENTE tanto EM CASA COMO NAS REUNIÕES DA IGREJA DE JESUS CRISTO. As crianças que sabem ENTENDER deverão assistir as reuniões: Neem. 8:2-3. As criancinhas com mais de dois anos deverão ser TREINADAS a se sentarem QUIETAS E OUVIREM!
Por todos esses trechos se pode concluir que os pais cabe a tarefa de treinar e ensinar seus filhos DILIGENTEMENTE, com o resultado de que ELES por si, terão a vontade de fazer A VONTADE DOS SEUS PAIS.

Essas ordens e promessas não pertencem a um PAI INCRÉDULO que deseja impor sua vontade e seus desejos carnais e errados na sua esposa e nos seus filhos! Há necessidade de que os pais, para que esses princípios funcionem, SEJAM CRENTES verdadeiramente convertidos, e além disso, sejam comprometidos a honrar Cristo e sua obra como PROPRIEDADE da vida deles (Atos 16:30-31 ; Jos. 24:15).

Os pais crentes deverão dar o exemplo de COERÊNCIA na sua vida correta e consagrada (isso será mencionado mais adiante). Eles deverão conduzir seus filhos PARA CRISTO, para que estes, ao se converterem , adquiram a nova natureza de Deus em seus corações, a qual dará a disposição de serem obedientes. "Porei as MINHAS LEIS EM SEUS CORAÇÕES, e as escreverei em seus entendimentos..." (Heb. 10:16) Será muito mais fácil ensinar a obediência a filhos já convertidos e crentes!

6 comentários:

  1. Adorei o texto! Quanta coisa p se fazer.. Peço muito a ajuda de Deus p educar minha filha, uma vez que sou separada do pai dela. Porém, moro com meus pais, que a mimam muito, o que tem me atrapalhado demais. Tenho dificuldades p discipliná-la.. Enfim.. rs..
    Ótimo fds!!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  2. quem maravilhoso estudo ,aqui eu vi quando meu pai foi iguinorante encinado os filhos andar na presença do senhor so apredi ter medo e muito trauma do sofrimento de tanto enpacamento e dor vendo meus irmaes e mae sofrendo com as correçao que dizia ,que era Deus que encinou .hoje ja com 48 anos apredi e o amor de Deus na disciplina e doce como mel a correçao e totalmente diferente do que meu pai encinou,gloria a Deus que nao deixou que desfalemo vivo hoje e encino o que uma correçao com amor ......paz do senhor ...

    ResponderExcluir
  3. muito bom mais a biblia diz;6 Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.
    por exemplo corre de muitas vezes isso não acontecer, como de o filho seguir a correção ater a sua velhisse, temos varios exemplos na escrituras, de homem de Deus que criaram seus filhos na casa do senhor mais depois mim parecem que eles não seguiram seus pais. exemplos Os filhos de Eli a biblia diz que eles eram filhos de belialsendo eles sacerdotes, por que para ser um sacerdote eles tinhas de mostrara carater tinham que guardar os mandamentos e etc porque digo isso podemos que os filhos de samuel o povo de israel não queriam que eles reinassem porque eram homens depravados, praticavam coisas ilicitas. então o povo não os quis podemos entender que os filhos de Eli para serem sacerdote tiveram que mostrar ser boas pessoas, o que tinha amprendido com seu pai que era sacerdote, sera que Samuel não enstruiu seu filhos sera que ele não instriu seus filhos quando jovens, sera que jó que oferecia sacrificio pelos seus filhos naos os enstruiu cuandos jovens eu tambem conhesso pastores que enstruiram muito bem seus filho mais depois dos 18 anos não ouviram ou seja não quiseram mais dar creditos a tudo que seus pais tinham lhe ensinado e se desviram da fé, acho que estas passajem presizar ser mais estudadas

    ResponderExcluir
  4. Olá Sr. Anônimo. Obrigado pelo visita e pelo comentário. A Bíblia não se engana quando fala algo. Se ensinarmos o nosso filho REALMENTE o caminho CORRETO que ele deve andar, ele jamais se desviará dele. Você citou o sacerdote ELI, e deixe eu te perguntar : ELI ensinou seus filhos o caminho correto ? Ser sacerdote não era a garantia que isso aconteceu. Como termina Eli e seus filhos ? Eli foi um homem de Deus fiel em todo o tempo ? A resposta é não. Eli não foi ideal na sua própria vida, imagina na educação dos seus filhos.

    Se você acha que a Bíblia se engana quando faz esta promessa, você se baseia em que ? Cite exemplos!

    No mais, que Deus te abençoe e te guarde.

    ResponderExcluir
  5. Amei, eu preciso aprender mesmo como corrigir meu filho...tenho só um filho,ele tem 8 anos, pensei que seria mais facil corrigi-lo mas ñ, parece ate que é mais dificil...ele é uma criança muito esperta, a mente aberta ,fala coisas que me impressiona ,mas infelizmente percebo que mesmo eu e o pai dele falando de Deus a ele, o repreendendo quando precisa, há uma frieza dentro dele na questão de servir a Deus, e isso sinceramente me entristece e me preocupa futuramente...oque faço? oque falo? as vezes fico perdida, só Deus por nós, é escola que só aprende coisas erradas, enfim esse mundo mal...tchau, Fica na paz!

    ResponderExcluir
  6. Paz do Senhor Nalipda, agradecemos a sua visitinha em nosso Blog.

    Instruir nossos filhos é sempre um desafio. É um aprendizado, dia após dia. O que não podemos abrir mão jamais é ensiná-los dentro do princípio bíblico. Sempre que tivermos uma oportunidade de ensiná-los devemos fazê-lo. Primeiro com nosso testemunho e depois com palavras. Os filhos não fazem o que falamos, mas fazem o que fazemos.
    Devemos ensiná-los sobre Deus. Ensiná-los a orar, agradecer o alimento, a fazer uso da televisão, computador, celular, etc. Ensiná-los a usar o dinheiro, a ter educação com os pais e com os mais velhos, ensiná-los a obedecer e a ter temor a Deus.
    Pequenos valores que ensinados todos os dias constroem um caráter sólido e inerrante.
    Mas lembre-se... ensine seu filho primeiro fazendo. A figura do Pai e da Mãe devem também ser exercidas. Estes papéis não podem ser invertidos.

    Que Deus a abençoe,

    ResponderExcluir